Faithlife Sermons

O Plano Trinitário da Salvação (Atos 1.1-5)

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 1 view
Notes
Transcript

Trindade: o que você pensa a respeito?

Contexto

O livro de Atos é classificado como um livro histórico. De fato, as primeiras palavras do livro mostram o cuidado que o seu autor tem em fazer uma descrição dos atos que sucederam a ressurreição de Jesus:
Em meu livro anterior, Teófilo, escrevi a respeito de tudo o que Jesus começou a fazer e a ensinar, até o dia em que foi elevado ao céu, depois de ter dado instruções por meio do Espírito Santo aos apóstolos que havia escolhido. Depois do seu sofrimento, Jesus apresentou-se a eles e deu-lhes muitas provas indiscutíveis de que estava vivo. Apareceu-lhes por um período de quarenta dias falando-lhes acerca do Reino de Deus. Certa ocasião, enquanto comia com eles, deu-lhes esta ordem:
- "Não saiam de Jerusalém, mas esperem pela promessa de meu Pai, da qual lhes falei. Pois João batizou com água, mas dentro de poucos dias vocês serão batizados com o Espírito Santo". (ATOS 1. 1-5, NVI) [1]
Entretanto, o livro de Atos não é um relato historiográfico comum. Seu propósito não é apenas descrever como um grupo de homens foi propagando as suas ideias por todo o Império Romano no século I d.C. Se assim fosse, teria fracassado, uma vez que o foco do livro se concentra sobre duas figuras principais: Pedro e Paulo. Antes, seu propósito é relatar os “atos e ensinos de Jesus através dos apóstolos pelo poder do Espírito Santo. ”[2]. Assim, uma melhor classificação para o livro de Atos é a expressão “História Teológica”.

A participação da trindade no plano de Salvação

1. Ele é elaborado pelo Pai

O Pai é o autor da revelação (v. 1-2)

A revelação de Deus continuada (Evangelho de Lucas-Atos) (v. 1-2)
Evidência de continuidade de toda a revelação divina, desde o Gênesis a Apocalipse.
O Pai está no controle deste processo.

O Pai é o autor da promessa do Espírito Santo (v. 4)

A origem da promessa do Espírito Santo está no pai (v. 4)
Quem batiza no Espírito Santo? É o Pai (v. 5)

2. Ele é centrado na obra de Cristo

Jesus fez e ensinou

Jesus padeceu

Jesus deu mandamentos aos apóstolos: a grande comssão de Mateus 28.18-20.

Jesus se apresentou vivo com provas incontestáveis.

Resumos dos aparecimentos após a ressurreição:
1. Mulheres no túmulo (Mt 28.9,10)
2. Maria Madalena (Mc 16.9–11; Jo 20.11–18)
3. Dois homens de Emaús (Mc 16.12; Lc 24.13–32)
4. Pedro em Jerusalém (Lc 24.34; 1Co 15.5)
5. Dez discípulos (Lc 24.36–43; Jo 20.19–23)
6. Onze discípulos (Jo 20.24–29; 1Co 15.5)
7. Sete discípulos pescando no Mar da Galileia (Jo 21.1–23)
8. Onze discípulos na Galileia (Mt 28.16–20; Mc 16.14–18)
9. Quinhentas pessoas (presumivelmente na Galileia; 1Co 15.6)
10. Tiago, o irmão do Senhor (1Co 15.7)

Jesus falou sobre o reino de Deus:

“O reino é o governo de Deus sobre os corações e vidas do seu povo que, como cidadãos desse reino, recebem remissão de pecados e vida eterna.”
Fundamentação Mateus 13

3. Ele acontece por meio do Espírito Santo

O Espírito Santo estava presente desde o início da obra de Salvação (Gênesis 1.3)

O Espírito Santo estava presente em cada do ministério de Jesus.

O Espirito Santo se fez presente nas instruções dadas aos apóstolos após a ressurreição de Jesus (v. 2)

O Espírito Santo se faria presente de forma mais plena conforme prometido pelo Pai em Cristo (v. 4)

Conclusão:

O Plano de salvação é: 1) Elaborado pelo Pai; 2) Centrado na obra de Cristo; 3) Acontece por meio do Espírito Santo.

Aplicações:

Deus é soberano e continua a cuidadr da sua igreja

Toda ação da igreja tem por base a obra de Cristo. Sem Ele nada podemos fazer.

O Espírito Santo que agiu antes continua agir sobre a sua igreja.

A trindade não é um conceito abstrato, mas é a base para toda a nossa vida enquanto igreja.

Related Media
Related Sermons