Faithlife Sermons

Eu sou a porta

Pregações  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 7 views
Notes
Transcript
I - Significado da porta.
1. Quando Jesus ilustra essa passagem como sendo Ele a porta da entrada das ovelhas, isso ficava muito claro para os seus ouvintes entenderem. Isso porque os israelitas tinham uma forte relação com a atividade pastoril.
2. A porta e o pastor estão interligados, porque Ele sendo a porta também é o bom pastor.
3. Mas então o que Jesus quiz dizer? Os pastores de ovelhas na época do inverno, após a pastagem, traziam o rebanho para um abrigo seguro, mas na época em que a temperatura ficavam amenas, levavam as ovelhas para passarem a noite geralmente em lugares protegidos, como grutas ou cavernas de pedras. E então não existia uma porteira, e a porta de entrada era o próprio pastor que impedia a entrada de animais, como cães e lobos.
II - Eu sou a porta das ovelhas (v.7b).
4. Jesus está assegurando que tanto pastores quanto ovelhas só tem uma única passagem para chegar ao Pai, ao Reino de Deus e a vida eterna. A porta é Ele, e sendo Ele a porta, todos os que não passam pela porta, mas sobem por outra parte, não são pastores, mas lobos devoradores das ovelhas, são mercenários.
5. Os que ouviam a Jesus estão no v.40,41 do cap. 9 - que eram os fariseus. Eles se consideravam os guias dos cegos espirituais, mas rejeitaram se submeter à Deus por meio de Jesus, antes se orgulhavam por participarem do Templo e serem cúmplices do Sumo sacerdote e aliados ao Sinédrio, onde os escribas discutiam e decretavam as leis. Na verdade, Jesus estava condenando os ensinadores da época. Não havia qualquer porta no ministério deles que levassem eles e seus alunos à Deus. Não ensinavam qualquer coisa correta sobre Cristo, o próprio Messias escrito nas suas profecias.
6. Também é constrangedor que em nossa época essa afirmação atinge milhares de falsos pastores, e ensinadores que nada sabem sobre Jesus, a não ser seu nome. Além de não entrarem pela porta, e por isso são incapazes de ensinar aos outros a entrada. Pastores não convertidos são a ruína da igreja. Por isso Jesus disse em (Mt 15.14 - se um cego guiar outro cego, cairão ambos no barranco). Se voce quer conhecer o verdadeiro pastor, pergunte-lhe “Onde está o Cordeiro?, Onde está a porta? Esse pastor vai apontar para Cristo e dá-lhe o lugar correto” (J. C. Ryle).
6. Outra chave é que a porta também serve para que as ovelhas passem por ela para entrarem e sairem para as pastagens. Cabritos não entram pela porta, eles não seguem o bom pastor. Eles seguem o mercenário, porque não ouvem a voz do pastor que Jesus os credencia como seus cooperadores. E quando elas sobem por outra parte e entram no meio das ovelhas, são como as falsas ovelhas de (Ez 34 18-21).
7. O terceiro aspecto da figura em que Jesus fala de si mesmo sendo a porta se refere aos verdadeiros cristãos. Nosso Senhor os descreveu como aqueles que vão seguindo atrás dele, porque lhe reconhecem a voz (v.4). E assim como Ele as conhece cada uma delas, assim elas também o conhecem (v.14). Isso é muito interessante porque nos cristãos genuinos existe um instinto espiritual que os capacita a distinguir entre o falso ensino e o verdadeiro. Quando ouvem alum ensino contrário à Palavra de Deus, a sua consciência dá o um alarme respondendo assim: “Isso não está correto”. E ao ouvirem a autêntica palavra de Deus, respondem no seu íntimo “Isso é correto”.
8. O descuidado ser humano mundano não consegue discernir, e não vê nenhuma diferença entre um pastor e outro, entre um sermão e outro. Mas em geral, a mais simples ovelha de Cristo faz distinção, embora nem sempre saiba explicar porque (J.C.Ryle).
III - A igreja como aprisco.
9. Podemos seguir o mais um passo, e dizer que o aprisco também se refere a sua igreja. Quando Jesus cita no v.15,16 - eu dou a minha vida pelas ovelhas, e então haverá um só rebanho e um só pastor. Não vemos em lugar algum O Senhor Jesus dizendo que suas ovelhas vão viver isoladas, ou separadas umas das outra. Na verdade, ele diz que onde houver duas ou tres pessoas falando em seu nome, ali ele também está. Isso confronta qualquer ideia de que alguém pode ser um verdadeiro cristão, sem sentir o desejo de estar junto com outras ovelhas. Elas talvez nem sempre sejam cheirosas, bonitas, mas sempre estão coladas umas às outras.
10. O aprisco nem sempre será belo, as ovelhas nem sempre estão sadias, algumas podem estar feridas. Mas quando elas estão no aprisco que tem Jesus como o bom pastor, sempre haverá bondade entre elas, paciência, humildade e amor.
11. Oremos para que nossa igreja seja cheia da unção do Nosso Senhor Jesus Cristo, com todas as virtudes, a fim de reconhecermos a cada uma de nós como ovelhas simples, mas sábias em conhecer a voz do nosso Bom pastor.
Related Media
Related Sermons