Faithlife Sermons

Sem título Sermão (10)

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 2 views
Notes
Transcript

h) Elabore uma précis referente ao texto (uma précis é um tipo de texto acadêmico no qual você sumariza uma obra ou trecho selecionado, indicando suas ideias e argumentos centrais, com o intuito de prover insights sobre as teses do autor – 500 a 800 palavras)
Ao iniciarmos a leitura desta obra, já somos confrontados com o titulo:“Entendes o que lês?”. Somos remetidos ao livro de Atos capítulo oito. A Bíblia diz que um homem etíope, eunuco, mordomo-mor de Candace, rainha dos etíopes estava lendo as escrituras, no livro de Isaías. Felipe o interpelou dizendo:“Entendes o que lês?”.
Aquele homem respondeu: “ Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse. E o lugar da Escritura que lia era este: Foi levado como a ovelha para o matadouro; e, como está mudo o cordeiro diante do que o tosquia, Assim não abriu a sua boca. Na sua humilhação foi tirado o seu julgamento; E quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra. E, respondendo o eunuco a Filipe, disse: Rogo-te, de quem diz isto o profeta? De si mesmo, ou de algum outro? Então Filipe, abrindo a sua boca, e começando nesta Escritura, lhe anunciou a Jesus.”Atos 8:31-35
Aquele homem estava ali com o texto sagrado em suas mãos, um texto que anunciava a vinda do messias, do salvados, mas ele não podia compreender. Aquele texto havia sido escrito em outro contexto, muitos anos antes , em uma cultura diferente, numa linguagem diferente. Todos estes obstáculos impediam aquele homem de compreender a mensagem de Deus naquele texto. Ele não podia interpretar, ele não tinha as ferramentas necessárias para interpretar. Logo como poderia obedecer?
Todos somos interpretes. A questão que se coloca diante de nós é: somos bons ou maus interpretes? Temos entendido corretamente o que temos lido e ensinado? O livro “Entendes o que lês?” se apresenta como um recurso para nos ajudar nesta tarefa de interpretar a Bíblia. Não é proposito do autor oferecer somente regras de hermenêutica mas também orientações, sugestões, ajudas .
Toda a Bíblia foi escrita a mais de 1500 anos atrás. Deus escolheu falar suas verdades eternas dentro de circunstâncias e dos eventos específicos da história humana. Ele se comunicou conosco através de : narrativas, genealogias, crônicas, leis diversas, poesisas, provérbios, enigmas, dramas, esboços biográficos, parábolas, cartas, sermões e apocalipses. Para compreendê-la hoje precisaremos traspor o abismo de lá antigamente para aqui e atualmente; Ainda que a Palavra foi dada em um contexto histórico especifico, Ela é Palavra viva de Deus. Isso não quer dizer que ela mude seu significado, ou signifique o que nunca significou. Antes buscamos compreender seu verdadeiro significado quando foi pregada, sua verdadeira intenção e assim aplicaremos para nós hoje. O deus que falou lá antigamente , fala aqui e agora. As necessidades humanas essenciais não estão concionadas a cultura, antes estão condicionadas a nossa natureza caída que é a mesma desde a queda.
Descobrir o que a Palavra de Deus significou para os primeiros ouvintes ocupara grande parte do nosso labor teológico. A maior parte desta obra nos dará ferramentes para uma boa exegese. Será dado enfase aos gêneros literários. Para compreender a Bíblia precisamos levar em conta seus diversos gêneros literários e as particularidades de cada gênero para sua correta interpretação. Há grande diferença entre a leitura de uma narrativa e uma epístola. Quantos problemas de interpretação foram gerados através de uma interpretação do livro de Atos sem levar em conta seu gênero literário.
Esta obra nos ensina a fazer boa exegese. Descobrir o proposito do livro, a mensagem teológica dominante. o movimento da redenção. O agir de Deus no todo. Boa hermenêutica começa com boa exegese. A exegese estabelece limites para interpretação, é o controle para uma boa hermenêutica. Sem ela as pessoas interpretam como querem. Com ela faremos as perguntas certas. Atingiremos o alvo da boa interpretação: o significado do texto.
A Bíblia é a eterna Palavra de Deus: LEIA-A, COMPREENDA-A, OBEDEÇA-LHE. Este livro é uma excelente ferramenta para o cumprimento deste proposito de Deus em nossas vias: obedecer textos bíblicos. Não Lê-lo e estudá-los somente. Precisamos compreender de forma cuidadosa e mais plena possível a vontade de Deus para nós hoje. Para nós ministros esta é sem dúvida uma grande contribuição para o exercício do ministério da pregação e ensino do evangelho.
Related Media
Related Sermons