Faithlife Sermons

Oração

Pai Nosso  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 11 views
Notes
Transcript

Oração

Por que devemos orar?
Como orar?
Essas duas perguntas muitas vezes nos travam, pois a oração é comumente negligenciada, considerada simplesmente como um ritual e completamente impessoal. Durante o o estudo de hoje veremos um modelo de vida de oração dado por Jesus e que através dele poderemos responder essas perguntas.

Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: “Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou aos discípulos dele”. 2 Ele lhes disse: “Quando vocês orarem, digam:

Pai! Santificado seja o teu nome.

Venha o teu Reino.

3  Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.

4  Perdoa-nos os nossos pecados,

pois também perdoamos a todos os que nos devem.

E não nos deixes cair em tentação.”

Pai! Santificado seja o teu nome.
Venha o teu Reino.
3  Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.
4  Perdoa-nos os nossos pecados,
pois também perdoamos a todos os que nos devem.
E não nos deixes cair em tentação.”
Nova Versão Internacional, [s.d.], .
1 Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar.
Tendo terminado,
um dos seus discípulos lhe disse:
“Senhor, ensina-nos a orar,
como João ensinou aos discípulos dele”.
2 Ele lhes disse:
Ele lhes disse:
“Quando vocês orarem, digam:
Pai!

1 Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar. Tendo terminado, um dos seus discípulos lhe disse: “Senhor, ensina-nos a orar, como João ensinou aos discípulos dele”. 2 Ele lhes disse: “Quando vocês orarem, digam:

Pai! Santificado seja o teu nome.

Venha o teu Reino.

3  Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.

4  Perdoa-nos os nossos pecados,

pois também perdoamos a todos os que nos devem.

E não nos deixes cair em tentação.”

Santificado seja o teu nome.
Venha o teu Reino.
3 Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.
4 Perdoa-nos os nossos pecados,
pois também perdoamos a todos os que nos devem.
pois também perdoamos a todos os que nos devem.
E não nos deixes cair em tentação.”
Captação
Como orar?
Luke, Volumes 1 & 2 Chapter 45: When You Pray (Luke 11:1–4)

We believe in the power of prayer. We believe that the living God hears us when we cry out to him in the name of Jesus Christ. We believe that the “effectual fervent prayer of a righteous man availeth much” (James 5:16 KJV). We believe that whatever we ask in prayer we will receive, if we have faith (Matt. 21:22). We believe that, as Martyn Lloyd-Jones once said, prayer is “the highest activity of the human soul.”1 We believe that secret, fervent, believing prayer is at the heart of all personal godliness. We believe that the neglect of prayer can only lead to ruin. But have we learned to pray the way that Jesus prayed?

Nós acreditamos no poder da oração?
Cremos que o Deus vivo nos ouve quando clamamos a ele em nome de Jesus Cristo?
Acreditamos que a "oração fervorosa e eficaz de um homem justo vale muito" ()?
Acreditamos que tudo o que pedirmos em oração receberemos, se tivermos fé ()?
Acreditamos que, como Martyn Lloyd-Jones disse uma vez, a oração é “a atividade mais alta da alma humana”?
Acreditamos que a oração secreta, fervorosa e crente está no centro de toda a piedade pessoal?
Acreditamos que a negligência da oração só pode levar à ruína?
Mas aprendemos a orar da maneira que Jesus orou?
Ou melhor nós oramos?
Transição
Diante desta dificuldade vamos entender porque e como orar.
Contexto
Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

Essa variedade é bem-vinda. Ela nos ensina que nunca foi a intenção de Cristo ordenar que uma e outra vez sejam expressas exatamente V 2, p 102 as mesmas palavras.

“Variedade”, entre a oração de Mateus e Lucas.
Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

“A oração do Senhor” é essencialmente uma oração modelo. Ela deve servir como modelo ou padrão para nossas devoções.

Refers to John the Baptist.

Explicação

Porque Orar?

A Oração é um Estilo de Vida

A oração é um padrão de vida dado por Jesus

1 Certo dia Jesus estava orando em determinado lugar.
Tendo terminado,
um dos seus discípulos lhe disse:
“Senhor, ensina-nos a orar,
como João ensinou aos discípulos dele”.
Transição
Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

Essa variedade é bem-vinda. Ela nos ensina que nunca foi a intenção de Cristo ordenar que uma e outra vez sejam expressas exatamente V 2, p 102 as mesmas palavras.

Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

“A oração do Senhor” é essencialmente uma oração modelo. Ela deve servir como modelo ou padrão para nossas devoções.

Refers to John the Baptist.

O padrão de vida de Jesus motivou os discípulos a uma pedido. “Senhor nos ensina a orar”.
Essa pergunta também demonstra que oração de Jesus é diferente da oração de João Batista e diferente do padrão de oração judaica, por esse motivo os discípulos precisavam aprende-la.
Comentário Bíblico de Lucas: Através da Bíblia Jesus Ensina a Oração Cristã (Lc 11.1–4)

reflete não só o costume da época, mas deixa claro que a oração cristã é original, distinguindo-se da oração judaica e da oração dos discípulos de João Batista.

And this prayer uttered from the heart, and in its true and full meaning, is indeed the badge of a real Christian

Como Orar?

A oração deve ser vertical

2 Ele lhes disse:
“Quando vocês orarem, digam:
Pai!
Santificado seja o teu nome.
Venha o teu Reino.
Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

Isso mostra que a oração é para os crentes no Senhor Jesus Cristo

Pai

Comentário Bíblico de Lucas: Através da Bíblia Jesus Ensina a Oração Cristã (Lc 11.1–4)

Essa foi a grande novidade introduzida por Jesus. Deus não era somente o Deus dos patriarcas, o Senhor dos Exércitos, o Senhor assentado num alto e sublime trono.

Thus the request V 2, p 235 was for God’s reputation to be revered by men.

Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

Ao pronunciar essa petição, a pessoa que pela graça foi introduzida à comunhão com o Pai chama todos a participar dessa experiência com ele e a exaltar esse glorioso Deus.

Santificado seja o teu nome.

Thus the request V 2, p 235 was for God’s reputation to be revered by men.

Comentário Bíblico de Lucas: Através da Bíblia Jesus Ensina a Oração Cristã (Lc 11.1–4)

Na Bíblia, o nome equivale à pessoa.

Venha o teu Reino.

Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

“Que o teu reinado se estabeleça cada vez mais, tanto em extensão quanto em intensidade,

When a person prays for the coming of the kingdom, he is identifying with the message of Jesus and His followers.

A oração deve ser horizontal

3 Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.
4 Perdoa-nos os nossos pecados,
pois também perdoamos a todos os que nos devem.
E não nos deixes cair em tentação.”

Dá-nos cada dia o nosso pão cotidiano.

necessary to sustain life for the day.

Aqui “pão” indica tudo o que é necessário para o sustento da vida física.
William Hendriksen, Lucas, trad. Valter Graciano Martins, vol. 2, 2a edição., Comentário do Novo Testamento (São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 2014), 102.
William Hendriksen, Lucas, trad. Valter Graciano Martins, vol. 2, 2a edição., Comentário do Novo Testamento (São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 2014), 102.
William Hendriksen, Lucas, trad. Valter Graciano Martins, vol. 2, 2a edição., Comentário do Novo Testamento (São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 2014), 102.
William Hendriksen, Lucas, trad. Valter Graciano Martins, vol. 2, 2a edição., Comentário do Novo Testamento (São Paulo, SP: Editora Cultura Cristã, 2014), 102.
2 Então, ele os ensinou: Quando orardes, dizei:
Pai,
santificado seja o teu nome;

Perdoa-nos os nossos pecados,

venha o teu reino;
Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

Desse modo nossos pecados são postos sobre Cristo e sua justiça é imputada a nós.

Such a person then evidences his faith by forgiving others.

Comentário Bíblico de Lucas: Através da Bíblia Jesus Ensina a Oração Cristã (Lc 11.1–4)

Nenhuma igreja ou comunidade se mantém unida sem o perdão, porque viver juntos sempre traz mal-entendidos, atritos, conflitos e ofensas e, mais do que nunca, o perdão mútuo é necessário.

E não nos deixes cair em tentação.

Lucas, Volumes 1 e 2 A. A Oração do Senhor

não permitas que, fracos como somos e inclinados a pecar, entremos em situações nas quais no curso normal dos acontecimentos nos vejamos expostos à tentação e à possível queda;

Such a person then evidences his faith by forgiving others.

Saint Luke’s Gospel The Our Father (11:1–4)

Lord to give us his grace not to be overcome when put to the p 115 test, or to free us from temptation if we cannot cope with it.

Implicação
Oração não é uma mantra que ao ser repetido você será atendido.
Como a oração pode ser importante na vida de um adolescente?
A oração tem poderes mágicos?
Aplicação/Conclusão
Diário de Oração
Separe tempo exclusivo para oração.
Exemplos de homens de oração:
Comentário Bíblico de Lucas: Através da Bíblia Jesus Ensina a Oração Cristã (Lc 11.1–4)

Essa oração que Jesus ensinou não pode ser feita como uma reza, mas deve expressar a verdade do nosso coração. Como vai a sua vida de oração? Você tem se dirigido a Deus, desfrutando da intimidade que Jesus nos proporcionou com o Pai?

Related Media
Related Sermons