Faithlife Sermons

Explicando a Exsitencia

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 1 view
Notes & Transcripts

Quem é você

Introdução: Definir-se é um processo difícil, independentemente da finalidade — uma anotação no diário, uma entrevista de emprego, a procura de uma vida mais feliz e realizada, etc. No entanto, você precisa entender quem é antes que consiga fazer uma descrição fiel de si mesmo para outras pessoas. A identidade de alguém é determinada pela filosofia que ele segue, mas também por outros elementos mais simples, como habilidades, paixões, personalidade ou valores.
Texto:
Proósito: mostrar pra igreja que quanto mais bem definido estiver em nossa mente que somos, mais definido será nossos valores morais e, por conseguinte, nossas decisões.
Pergunta: Quem é você e como podemos passar isso para nossos filhos
Parte I - Imago Dai
A vida é um bem precioso dado por Deus ao ser humano quando este foi criado. Ela é tão especial e um dos motivos para tal é o fato de o ser humano ter sido criado a imagem e semelhança de Seu Criador. O sentido dessa declaração está relacionado à formação intelectual, emocional e espiritual do homem. Ellen White declara: “Deus criou o homem à Sua própria imagem. Não há aqui mistério. Não há lugar para a suposição de que o homem evoluiu, por meio de morosos graus de desenvolvimento, das formas inferiores da vida animal ou vegetal. Tal ensino rebaixa a grande obra do Criador ao nível das concepções estreitas e terrenas do homem. Os homens são tão persistentes em excluir a Deus da soberania do Universo, que degradam ao homem, e o despojam da dignidade de sua origem. Aquele que estabeleceu os mundos estelares nos altos céus, e com delicada perícia coloriu as flores do campo, Aquele que encheu a Terra e os céus com as maravilhas de Seu poder, vindo a coroar Sua obra gloriosa a fim de pôr em seu meio alguém para ser o governador da linda Terra, não deixou de criar um ser digno das mãos que lhe deram vida. A genealogia de nossa raça, conforme é dada pela inspiração, remonta sua origem não a uma linhagem de germes, moluscos e quadrúpedes a se desenvolverem, mas ao grande Criador. Posto que formado do pó, Adão era filho ‘de Deus’. .” Patriarcas e Profetas, 45.
A vida é um bem precioso dado por Deus ao ser humano quando este foi criado. Ela é tão especial e um dos motivos para tal é o fato de o ser humano ter sido criado a imagem e semelhança de Seu Criador. O sentido dessa declaração está relacionado à formação intelectual, emocional e espiritual do homem. Ellen White declara: “Deus criou o homem à Sua própria imagem. Não há aqui mistério. Não há lugar para a suposição de que o homem evoluiu, por meio de morosos graus de desenvolvimento, das formas inferiores da vida animal ou vegetal. Tal ensino rebaixa a grande obra do Criador ao nível das concepções estreitas e terrenas do homem. Os homens são tão persistentes em excluir a Deus da soberania do Universo, que degradam ao homem, e o despojam da dignidade de sua origem. Aquele que estabeleceu os mundos estelares nos altos céus, e com delicada perícia coloriu as flores do campo, Aquele que encheu a Terra e os céus com as maravilhas de Seu poder, vindo a coroar Sua obra gloriosa a fim de pôr em seu meio alguém para ser o governador da linda Terra, não deixou de criar um ser digno das mãos que lhe deram vida. A genealogia de nossa raça, conforme é dada pela inspiração, remonta sua origem não a uma linhagem de germes, moluscos e quadrúpedes a se desenvolverem, mas ao grande Criador. Posto que formado do pó, Adão era filho ‘de Deus’. .” Patriarcas e Profetas, 45.
Parte II - Inculcar nos filhos
Parte II -
Ela destaca que: “O homem deveria ter a imagem de Deus, tanto na aparência exterior como no caráter. (...) o homem foi formado à semelhança de Deus. Sua natureza estava em harmonia com a vontade de Deus. A mente era capaz de compreender as coisas divinas. As afeições eram puras; os apetites e paixões estavam sob o domínio da razão. Ele era santo e feliz, tendo a imagem de Deus, e estando em perfeita obediência à Sua vontade.” Patriarcas e Profetas, 45.
Aí está, caro amigo, a origem da raça humana. O homem não veio à existência através de um processo, evoluindo de formas inferiores até chegar ao que é hoje. A Palavra de Deus confirma ao longo de suas páginas essa declaração. Davi, em um de seus Salmos, exalta a dignidade de Deus como Criador e menciona: “Que é o homem para que dele te lembres? E o filho do homem para que o visites? Fizeste-o, no entanto um pouco menor do que os anjos e de glória e honra o coroaste” ( e 5). Aí está o claro testemunho de que o ser humano foi formado pelo Criador. E ao sair de Suas poderosas mãos, o homem era perfeito. Seu rosto comunicava saúde, luz e vida. Sem ter experimentado o pecado mantinha uma esfera de beleza, pureza e santidade. Adão refletia, verdadeiramente, a imagem do seu Criador. Nota-se aqui a preciosidade da vida, quão importante, quão valiosa ela é.
Parte II - Inculcar nos filhos
Deus diz o seguinte: “O Senhor, o nosso Deus, é o único Senhor. Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todas as suas forças. Que todas estas palavras que hoje lhe ordeno estejam em seu coração. Ensine-as com persistência a seus filhos. Converse sobre elas quando estiver sentado em casa, quando estiver andando pelo caminho, quando se deitar e quando se levantar. Amarre-as como um sinal nos braços e prenda-as na testa. Escreva-as nos batentes das portas de sua casa e em seus portões.” . Amar a Deus sobre todas as coisas envolve buscar a Deus na primeira hora do dia, e amo é uma escolha que se fortalece com relacionamento. Ter a Palavra de Deus no coração envolve alguns passos como: 1-conhecer tanto a Palavra de Deus a ponto de internalizá-la, 2-pais que desejam salvar a seus filhos precisam formar a rotina de estudar a Bíblia em particular todos os dias 3-amar a Palavra de Deus e aceitar humildemente seus ensinos como sendo de Deus.
Dessa forma, os pais poderão transmitir de forma genuína o caráter de Deus para seus filhos. As crianças conhecerão o verdadeiro Deus através de seus pais. Ensinar com persistência envolve dois aspectos: 1- Modo formal – representa o momento do culto familiar “quando estiver sentado em casa (...), quando se deitar e quando se levantar”; 2- Modo informal – “andando pelo caminho”, quer dizer que pais espiritualmente inteligentes, vão misturar propositalmente os conceitos da Palavra de Deus a tudo o mais que estiverem fazendo com seus filhos. Tudo é motivo para se falar de Deus. “Amarre-as como um sinal nos braços e prenda-as na testa”, quer dizer que a Palavra de Deus deve estar sempre próxima, visível, disponível. A ideia é que ao olhar para os pais, os filhos deveriam contemplar uma representação viva da Palavra de Deus.
CONCLUSÃO Deus ordenou que o lar seja o mantenedor da vida, e a família, a expressão do amor. É no lar que seus membros devem se sentir seguros, guardados, protegidos. Os membros da família devem sentir a alegria de estarem juntos no recôndito de seu lar. A atmosfera celestial deve permear o ambiente do lar. Dessa forma, a vida terá sua conexão completa com o Criador da mesma e pais e filhos terão uma conexão íntima consigo mesmos e com Deus o doador e mantenedor da vida.
Related Media
Related Sermons