Faithlife Sermons

Digna de ser chamada de mãe

Dia das Mães  •  Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 3 views

Digna de ser chamada de mãe

Notes
Transcript
Texto:
Lutar contra tudo e contra todos até alcançar a vitória!
Introdução: Há muito que podemos aprender com essa mãe Cananéia. Na verdade, ela era digna de ser chamada de "mãe". Ela precisava de ajuda para sua filha endemoninhado e ela se recusou a aceitar um "não" como resposta. 
A atitude de Jesus foi concebido para testar a fé desta mãe e sua grande fé resultou na cura de sua

I. Esta mãe foi a pessoa certa!

"E eis que uma mulher cananeia que saíra daquelas cercanias, clamou, dizendo: Senhor, Filho de Davi, tem misericórdia de mim que minha filha está miseravelmente endemoninhada"
Mateus, Volumes 1 e 2 15.21–28 A Fé da Mulher Cananeia Recompensada

Note-se, antes de tudo, sua reverente atitude para com Jesus. Ela chama Jesus de “Senhor” (ver 7.21 e 8.2) e acrescenta “Filho de Davi”, honrando-o como sendo deveras o Messias prometido, como se tem demonstrado em conexão com 9.27, onde ocorre o mesmo título (ver também 21.9, 15,16; 22.41–45). Destaca-se o grande contraste entre a incredulidade dos judeus (ver o parágrafo precedente: 15.1–20) e a fé dessa mulher, gentia de nascença.

Em segundo lugar, considere sua agonia. Ela passa a gritar sem cessar, ou “cada vez mais”, como o tempo do verbo grego deixa implícito. A razão para seu desespero está no fato de que sua querida filhinha (cf. Mc 7.25) está possessa de demônio. Sobre possessão demoníaca, ver acima, Mt. 9.32. Além do mais, a aflição da menina é muito séria, muito grave.

Ela foi atraída por Jesus pelas grandes coisas que ela tinha ouvido falar dele e foi impulsionada pela grandeza de sua necessidade. Sua filha estava gravemente doente.

II. Esta mãe não foi vencida pelo desânimo!

A. Ela não se desanima quando Jesus não respondeu ao seu grito de misericórdia: “Mas Ele não lhe respondeu palavra” B. Ela não desanimou pelo desprezo mostrado a ela pelos discípulos de Jesus: “E os seus discípulos, chegando ao pé dele, rogaram-lhe, dizendo: Despede-a, que vem gritando atrás de nós" C. Ela não desanimou pela doutrina rígida que Jesus declarou: “E ele, respondendo, disse: Eu não fui enviado senão às ovelhas perdidas da casa de Israel"
O clamor de uma mãe rompe barreiras culturais, religiosas, políticas, sociais...

III. Esta mãe persistiu no caminho certo!

"Então chegou ela, e adorou-o, dizendo: Senhor, socorre-me" Uma das orações mais poderosas que qualquer um pode orar está incorporada nestas três palavras: "Senhor, ajuda-me" A pessoa deve deixar de lado toda a hipocrisia e toda a confiança na carne, para ser capaz de gritar do fundo de sua alma esta oração de três palavras!

IV. Ela não desanimou pela aparente indiferença de Jesus

“Ele, porém, respondendo, disse: Não é bom pegar no pão dos filhos e deitá-lo aos cachorrinhos" . A palavra grega empregada por Jesus foi "kynarion", que é melhor traduzida como "cachorros pequenos" (animais domésticos) em vez de os mestiços, vira latas, que perambulavam pelas ruas e beira dos caminhos daquele dia. O que pode parecer à primeira vista como altamente pejorativo foi, na realidade, carinho proferido pelo nosso Senhor.
Mateus, Volumes 1 e 2 15.21–28 A Fé da Mulher Cananeia Recompensada

O termo para “cães” não é aquele usado em 7.6 (cf. Fp 3.2). Aqui não se trata dos cães grandes, selvagens e feios a perambular pelos lixos lançados nas ruas, e, sim, os cães mantidos nos lares como animais de estimação. Jesus já havia chamado a atenção da mulher para o fato de que ele não fora enviado aos de fora de Israel (v. 24). No mesmo sentido ele agora acrescenta que não seria justo dar as bênçãos de Israel – as bênçãos que pertencem “aos filhos” – aos que não fazem parte de Israel. Além do mais, cães, não importa o quanto sejam queridos pelos donos, não são filhos, e não têm qualquer direito de ser tratados como filhos.

V. Esta mãe não discutiu com Jesus, mas aceitou o que ele disse!

"E ela disse: Sim, Senhor, mas também os cachorrinhos comem das migalhas que caem da mesa dos seus senhores" Há momentos em que poderíamos nos sentir como discutindo com o Senhor, quando não obtemos a resposta dele ao que estamos buscando. Mas na verdade nós somos sábios se o honramos como Senhor e continuamos humildemente pedindo a Ele por misericórdia e compaixão. Somos lembrados de que a palavra "pedir" em não é aoristo, mas presente imperativo, ação contínua e, portanto, pode ser melhor traduzido como "pedir, e continuar pedindo, e será dado" Esta mãe incansavelmente seguiu esse curso de ação e, como podemos ver facilmente, alcançou o resultado que ela tão desesperadamente desejava.

VI. A grande fé dessa mãe foi recompensada por Jesus!

"Então respondeu Jesus, e disse-lhe: Ó mulher! Grande é a tua fé seja isso feito para contigo como tu desejas. E desde aquela hora a sua filha ficou sã" .
Conclusão: O que todo filho de Deus precisa fazer é resistir o desânimo como fez essa mãe da região de Tiro e Sidon e "pedir, e continuar pedindo" até que os justos desejos do nosso coração sejam concedidos. Amém.
Related Media
Related Sermons