Faithlife Sermons

Vitória sobre a tentação e a maldade (2)

Notes & Transcripts

NÃO NOS DEIXE CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRA-NOS DO MAL

Mateus 6.9–13 RA
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal [pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém]!
Nessa oração está subentendido que discípulos de Jesus são tentados, discípulos de Jesus caem e discípulos de Jesus não querem cair.

DEFINIÇÃO DE TENTAÇÃO

DEFINIÇÃO DE TENTAÇÃO

A palavra tentação na Bíblia, “peirasmos” em Grego, também se refere a uma prova ou teste. Tem que ver com toda e qualquer situação onde a fé do discípulo é testada ou provada.
O grande tentador é reconhecido como diabo e Satanás. Ele deseja usar qualquer situação na vida do cristão a seu favor. Seu objetivo é atrapalhar os propósitos de Deus.

O PROPÓSITO DO GRANDE TENTADOR PARA A VIDA DOS SALVOS

Ele almeja:
O grande tentador trabalha constantemente para impedir os propósitos de Deus:
Que os salvos não perseverem na salvação e santidade;
Que os salvos sejam mais e mais diferentes de Jesus;
Que os salvos desanimem-se e abandonem a fé, perdendo o privilégio da eternidade com Deus;
Que mais e mais pessoas sejam parecidas com ele, "endiabrando-se" e assim tornando-se participantes do "fogo eterno, preparado para o ele e seus anjos" ()

O PROPÓSITO DE DEUS PARA A VIDA DOS SALVOS

Torná-los mais parecidos com Jesus. ();
Completar a boa obra que já foi iniciada por meio da habitação de Seu Santo Espírito. ();
Essa obra transformadora na vida e no caráter chegará ao seu estágio final e completo por meio da glorificação do corpo. (; );
Que pessoas rejeitem o Evangelho da graça de Deus;
Que os salvos não perseverem na salvação e santidade;
Que os cristãos não sejam mais e mais parecidos com Jesus, mas semelhantes a ele (diabo);
Que menos pessoas desfrutem da eternidade com Deus e mais pessoas desfrutem do inferno de fogo com ele.
Essas coisas nos mostram que toda força e poder para perseverarmos na salvação e santidade se encontra num intenso, constante e afetuoso relacionamento com o Pai que estás no céus. Por isso os salvos oram "não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal".
Concluída essas palavras introdutórias, gostaria de compartilhar com vocês dois conselhos que se forem praticados contribuirão para que os salvos sejam cada vez mais livres do mal e parecidos com Jesus.

I. RECONHEÇA O PERIGO DAQUILO QUE PODE TE CONDUZIR A QUEDA

Agora, gostaria de compartilhar com vocês dois conselhos que se forem praticados contribuirão para que os discípulos sejam cada vez mais livres do mal e parecidos com Jesus.
O que é tão perigoso que pode te conduzir a queda?

1. SUA PRÓPRIA FRAGILIDADE

a) Sua própria fraqueza. O que está em pé cuide para que não caia;
b) A queda é uma realidade;
c) Jesus disse: “o espírito na verdade está pronto, mas a carne é fraca” ();
Mateus 26.41 RA
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.
d) Ninguém está imune;
e) Todos são tentados;
f) Todos podem ser tentados em todo e qualquer pecado. Não digam, “nesse pecado eu não caio”;
g) Meu coração é enganoso e desesperadamente corrupto;
h) Meus sentimentos me traem. Sou emocionalmente carente;
i) “Cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz” .

2. A FRAGILIDADE DO OUTRO

a) Os outros também são fracos, como eu;
b) Os outros são tentados, como eu;
c) Os outros também caem, como eu;
d) Os outros também são traídos pelos seus sentimentos;
e) Portanto, compreenda essas coisas e saiba lidar com os erros dos outros para que você não caia diante da tentação trazida por outros. ()
Colossenses 3.13 RA
Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós;

3. OS PROPÓSITOS DO NOSSO INIMIGO

a) Nossa luta não é contra a carne e o sangue. ;
b) Nosso adversário é o diabo. ;
1Pedro 5.8 RA
Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;
c) O diabo lança seus dardos inflamados ();
d) Seu negócio consistem em matar, roubar e destruir ();
e) Por isso não podemos ignorar seus desígnios.

4. O DESÂNIMO ESPIRITUAL

O propósito final do diabo é fazer com que discípulos de Jesus se apostatem da fé.
1Timóteo 4.1 RA
Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios,
a. Apostasia: Rebelião, abandono. Refere-se a se rebelar contra ou abandonar uma autoridade.
b. O diabo deseja que os discípulos abandonem a fé. Sejam desertores.
c. Isso acontece quando alguém peca contra o Espírito Santo. Chega num estágio da vida que já não acredita mais em Jesus Cristo e por isso não almeja o perdão e nem a benção de não cair diante da tentação.
d. Enquanto a fé conduz ao amor prático e santidade, a incredulidade ou falta de fé conduz ao afastamento ou desânimo espiritual que sem arrependimento e renovação conduzirá fatalmente a apostasia.
e. Alguém apostatado é alguém que um dia teve fé, mas voltou atrás. Saiu do Caminho, “abandonou o barco” e acabou por fim rejeitando a Cristo. Pecou contra o Espírito Santo e por causa disso, passou a viver deliberadamente no pecado. Para este já não resta sacrifício pelos pecados ().
f. Uma vez em apostasia, já não há mais volta. Esse é o pecado para morte ().
g. “Cuide para que ninguém tome a sua coroa”.

II. FORTALEÇA-SE NO SENHOR

1. CONHECENDO-O MAIS PROFUNDAMENTE

a. “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor ();
Hosea 6.3 RA
Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.
b. “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” ();
João 17.3 RA
E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
c. “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (). O que ou quem é essa verdade? Jesus. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” ();
João 8.32 RA
e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
João 8.32 RA
e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
João 14.6 RA
Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.
d. Onde a encontramos? “são elas [as Escrituras], que testificam de mim” (). “Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”. ().
João 20.30–31 RA
Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.
e. “Pois não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. ().
f. Essa contemplação do Cristo e conhecimento do Seu evangelho produzirá constantemente uma “renovação da mente” sem a qual é impossível ser transformado (; )
Romanos 12.2 RA
E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

2. SEGUINDO-O EM TUDO

O mandamento “segue-me” dito pelo Cristo, é o principal mandamento de todas as Escrituras. Seguir a Cristo é o mesmo que “andar como Ele andou” ou praticar o que Ele ensinou, não sendo apenas ouvinte.
Portanto, siga a Jesus:
* Na Sua vida de oração; ()
Lucas 5.16 RA
Ele, porém, se retirava para lugares solitários e orava.
* Na Sua submissão a vontade do Pai; ()
Mateus 26.39 RA
Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres.
* No Seu amor prático; ()
Marcos 10.21 RA
E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me.
João 15.13 RA
Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos.
Marcos 10.21 RA
E Jesus, fitando-o, o amou e disse: Só uma coisa te falta: Vai, vende tudo o que tens, dá-o aos pobres e terás um tesouro no céu; então, vem e segue-me.
* No Seu sofrimento sofrimento;
* Na Sua morte; ()
Mateus 16.24–25 RA
Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á.
* Na Sua missão; ()
Mateus 4.19 RA
E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
CONCLUSÃO
Jesus nos mostrou a real necessidade de orarmos constantemente para não cairmos diante da tentação.
A tentação ou provação é como um teste. Ela se manifesta a partir de qualquer circunstancia que nos conduza ao pecado.
Sem dúvida o pecado é muito mais profundo, abrangente e mortal do que imaginamos.
Não está limitado a nenhuma lista de certo de errado. Mas, eu gostaria de mostrar-lhes apenas alguns exemplos de pecados e situações que afligem a vida dos discípulos. Absolutamente esses exemplos não esgotam as suas manifestações, mas nos ajudam a entender um pouco mais sobre isso.
EXEMPLOS DE SITUAÇÕES PELAS QUAIS A TENTAÇÃO E PROVAÇÃO PODEM SE APRESENTAR AOS DISCÍPULOS.
Egoísmo, orgulho; falta de domínio próprio, falta de domínio da língua, falta de perdão, ressentimentos, impaciência, ira, idolatria, cobiça, inveja, avareza, insubordinação, falsidade, falta de autenticidade, prática sexual em desacordo com o projeto e propósito do Criador, preconceito de qualquer natureza, acepção de pessoas, indiferença para com os pobres e necessitados, legalismo, libertinagem, agenda semanal lotada (porém vazia daquilo que alimenta a alma, ajuda o próximo e dissemina o evangelho de Jesus Cristo), abundância de dinheiro (ou a falta dele), sofrimento, doenças (ausência da saúde), Ascetismo (culto a saúde do corpo, proibição do uso de alimentos deixados por Deus para consumo humano (; ; ; ), morte de alguém querido.
Orgulho;
Falta de domínio próprio;
Falta de domínio da língua;
Falta de perdão;
Ressentimentos;
Impaciência;
Ira;
Idolatria;
Cobiça;
Inveja;
Avareza;
Insubordinação;
Falsidade, falta de autenticidade;
Prática sexual em desacordo com o projeto e propósito do Criador;
Preconceito de qualquer natureza;
Acepção de pessoas;
Indiferença para com os pobres e necessitados;
Legalismo;
Libertinagem;
Agenda semanal lotada, porém vazia daquilo que alimenta a alma, ajuda o próximo e dissemina o evangelho de Jesus Cristo;
Abundância de dinheiro ou a falta dele;
Sofrimento,
Doenças, ausência da saúde;
Ascetismo. Culto a saúde do corpo; (; );
Morte;
Fomos todos alcançados pela graça de Deus a fim de sermos mais parecidos com Jesus. Enfrentamos muitos testes no nosso dia a dia, precisamos reconhecê-los como tais e enfrentá-los na força de Deus.
Fomos todos alcançados pela graça de Deus a fim de sermos mais parecidos com Jesus. Enfrentamos muitos testes no nosso dia a dia, precisamos reconhecê-los como tais e enfrentá-los na força de Deus.
APELO
Fica aqui nosso apelo:
Tomem cuidado para não cairem em tentação, mas, se porventura caírem, saibam que “há um intercessor perante o Pai, Jesus Cristo, o justo” (). “Por meio do Seu sangue, sangue do Cordeiro de Deus, todos temos a redenção, o perdão dos pecados” () e a vitória sobre o maligno ()
1João 2.1 RA
Filhinhos meus, estas coisas vos escrevo para que não pequeis. Se, todavia, alguém pecar, temos Advogado junto ao Pai, Jesus Cristo, o Justo;
“Portanto, esqueçam das coisas que ficaram para trás e avancem para as que estão a frente de vocês, corram direto para a linha de chegada a fim de conseguirem o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus lhes chamou por meio de Cristo Jesus”. NTLH.
Filipenses 3.13–14 RA
Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
Amém.
Related Media
Related Sermons