Faithlife Sermons

Vitória Sobre a Tentação

Notes & Transcripts

NÃO NOS DEIXE CAIR EM TENTAÇÃO, MAS LIVRA-NOS DO MAL

Mateus 6.9-13
Mateus 6.9–13 RA
Portanto, vós orareis assim: Pai nosso, que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino; faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia dá-nos hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal [pois teu é o reino, o poder e a glória para sempre. Amém]!
Nessa oração está subentendido que discípulos de Jesus são tentados, discípulos de Jesus caem e discípulos de Jesus não querem cair.

DEFINIÇÃO DE TENTAÇÃO

A palavra tentação na Bíblia, “peirasmos” em Grego, também se refere a uma prova ou teste. Tem que ver com toda e qualquer situação onde a fé do discípulo é testada ou provada.
O grande tentador é reconhecido como diabo e Satanás. Ele deseja usar qualquer situação na vida do cristão a seu favor. Seu objetivo é atrapalhar os propósitos de Deus.

O PROPÓSITO DO GRANDE TENTADOR PARA A VIDA DOS SALVOS

Ele almeja:
Que os salvos não perseverem na salvação e santidade;
Que os salvos sejam mais e mais diferentes de Jesus;
Que os salvos desanimem-se e abandonem a fé, perdendo o privilégio da eternidade com Deus;
Que mais e mais pessoas sejam parecidas com ele, "endiabrando-se" e assim tornando-se participantes do "fogo eterno, preparado para o ele e seus anjos" (Mateus 25.41)

O PROPÓSITO DE DEUS PARA A VIDA DOS SALVOS

Torná-los mais parecidos com Jesus. (Romanos 8.29);
Completar a boa obra que já foi iniciada por meio da habitação de Seu Santo Espírito. (Filipenses 1.6);
Essa obra transformadora na vida e no caráter chegará ao seu estágio final e completo por meio da glorificação do corpo. (1Coríntios 15.50-57; Romanos 8.18-25);
Essas coisas nos mostram que toda força e poder para perseverarmos na salvação e santidade se encontra num intenso, constante e afetuoso relacionamento com o Pai que estás no céus. Por isso os salvos oram "não nos deixe cair em tentação, mas livra-nos do mal".
Concluída essas palavras introdutórias, gostaria de compartilhar com vocês dois conselhos que se forem praticados contribuirão para que os salvos sejam cada vez mais livres do mal e parecidos com Jesus.

I. RECONHEÇA O PERIGO DAQUILO QUE PODE TE CONDUZIR A QUEDA

O que é tão perigoso que pode te conduzir a queda?

1. SUA PRÓPRIA FRAGILIDADE

a) Sua própria fraqueza. O que está em pé cuide para que não caia;
b) A queda é uma realidade;
c) Jesus disse: “o espírito na verdade está pronto, mas a carne é fraca” (Mateus 26.41);
Mateus 26.41 RA
Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; o espírito, na verdade, está pronto, mas a carne é fraca.
d) Ninguém está imune;
e) Todos são tentados;
f) Todos podem ser tentados em todo e qualquer pecado. Não digam, “nesse pecado eu não caio”;
g) Meu coração é enganoso e desesperadamente corrupto;
h) Meus sentimentos me traem. Sou emocionalmente carente;
i) “Cada um é tentado pela sua própria cobiça, quando esta o atrai e seduz” Tiago 1:14.

2. A FRAGILIDADE DO OUTRO

a) Os outros também são fracos, como eu;
b) Os outros são tentados, como eu;
c) Os outros também caem, como eu;
d) Os outros também são traídos pelos seus sentimentos;
e) Portanto, compreenda essas coisas e saiba lidar com os erros dos outros para que você não caia diante da tentação trazida por outros. (Colossenses 3.13)
Colossenses 3.13 RA
Suportai-vos uns aos outros, perdoai-vos mutuamente, caso alguém tenha motivo de queixa contra outrem. Assim como o Senhor vos perdoou, assim também perdoai vós;

3. OS PROPÓSITOS DO NOSSO INIMIGO

a) Nossa luta não é contra a carne e o sangue. Efésios 6:12;
b) Nosso adversário é o diabo. 1Pe 5:8;
1Pedro 5.8 RA
Sede sóbrios e vigilantes. O diabo, vosso adversário, anda em derredor, como leão que ruge procurando alguém para devorar;
c) O diabo lança seus dardos inflamados (Efésios 6:16);
d) Seu negócio consistem em matar, roubar e destruir (João 10:10);
e) Por isso não podemos ignorar seus desígnios. 2Co 2:11

4. O DESÂNIMO ESPIRITUAL

O propósito final do diabo é fazer com que discípulos de Jesus se apostatem da fé. 1Tm 4:1
1Timóteo 4.1 RA
Ora, o Espírito afirma expressamente que, nos últimos tempos, alguns apostatarão da fé, por obedecerem a espíritos enganadores e a ensinos de demônios,
a. Apostasia: Rebelião, abandono. Refere-se a se rebelar contra ou abandonar uma autoridade.
b. O diabo deseja que os discípulos abandonem a fé. Sejam desertores.
c. Isso acontece quando alguém peca contra o Espírito Santo. Chega num estágio da vida que já não acredita mais em Jesus Cristo e por isso não almeja o perdão e nem a benção de não cair diante da tentação.
d. Enquanto a fé conduz ao amor prático e santidade, a incredulidade ou falta de fé conduz ao afastamento ou desânimo espiritual que sem arrependimento e renovação conduzirá fatalmente a apostasia.
e. Alguém apostatado é alguém que um dia teve fé, mas voltou atrás. Saiu do Caminho, “abandonou o barco” e acabou por fim rejeitando a Cristo. Pecou contra o Espírito Santo e por causa disso, passou a viver deliberadamente no pecado. Para este já não resta sacrifício pelos pecados (Hebreus 10:26).
f. Uma vez em apostasia, já não há mais volta. Esse é o pecado para morte (1Jo 5:16).
g. “Cuide para que ninguém tome a sua coroa”. Apocalipse 3:11

II. FORTALEÇA-SE NO SENHOR

1. CONHECENDO-O MAIS PROFUNDAMENTE

a. “Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor (Oséias 6:3);
Hosea 6.3 RA
Conheçamos e prossigamos em conhecer ao Senhor; como a alva, a sua vinda é certa; e ele descerá sobre nós como a chuva, como chuva serôdia que rega a terra.
b. “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17:3);
João 17.3 RA
E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste.
c. “e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:32). O que ou quem é essa verdade? Jesus. “Eu sou o caminho, a verdade e a vida” (João 14:6);
João 8.32 RA
e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará.
João 14.6 RA
Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.
d. Onde a encontramos? “são elas [as Escrituras], que testificam de mim” (João 5:39). “Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome”. (João 20:30-31).
João 20.30–31 RA
Na verdade, fez Jesus diante dos discípulos muitos outros sinais que não estão escritos neste livro. Estes, porém, foram registrados para que creiais que Jesus é o Cristo, o Filho de Deus, e para que, crendo, tenhais vida em seu nome.
e. “Pois não me envergonho do Evangelho, porque é o poder de Deus para a salvação de todo aquele que crê”. (Romanos 1:16).
f. Essa contemplação do Cristo e conhecimento do Seu evangelho produzirá constantemente uma “renovação da mente” sem a qual é impossível ser transformado (Romanos 12:2; 2Coríntios 3.18)
Romanos 12.2 RA
E não vos conformeis com este século, mas transformai-vos pela renovação da vossa mente, para que experimenteis qual seja a boa, agradável e perfeita vontade de Deus.

2. SEGUINDO-O EM TUDO

O mandamento “segue-me” dito pelo Cristo, é o principal mandamento de todas as Escrituras. Seguir a Cristo é o mesmo que “andar como Ele andou” ou praticar o que Ele ensinou, não sendo apenas ouvinte.
Portanto, siga a Jesus:
* Na Sua vida de oração; (Lucas 5.16)
Lucas 5.16 RA
Ele, porém, se retirava para lugares solitários e orava.
* Na Sua submissão a vontade do Pai; (Mateus 26.39)
Mateus 26.39 RA
Adiantando-se um pouco, prostrou-se sobre o seu rosto, orando e dizendo: Meu Pai, se possível, passe de mim este cálice! Todavia, não seja como eu quero, e sim como tu queres.
* No Seu amor prático; (João 15.13)
João 15.13 RA
Ninguém tem maior amor do que este: de dar alguém a própria vida em favor dos seus amigos.
* Na Sua morte; (Mateus 16.24-25)
Mateus 16.24–25 RA
Então, disse Jesus a seus discípulos: Se alguém quer vir após mim, a si mesmo se negue, tome a sua cruz e siga-me. Porquanto, quem quiser salvar a sua vida perdê-la-á; e quem perder a vida por minha causa achá-la-á.
* Na Sua missão; (Mateus 4.19)
Mateus 4.19 RA
E disse-lhes: Vinde após mim, e eu vos farei pescadores de homens.
CONCLUSÃO
Jesus nos mostrou a real necessidade de orarmos constantemente para não cairmos diante da tentação.
A tentação ou provação é como um teste. Ela se manifesta a partir de qualquer circunstancia que nos conduza ao pecado.
Sem dúvida o pecado é muito mais profundo, abrangente e mortal do que imaginamos.
Não está limitado a nenhuma lista de certo de errado.
Fomos todos alcançados pela graça de Deus a fim de sermos mais parecidos com Jesus. Enfrentamos muitos testes no nosso dia a dia, precisamos reconhecê-los como tais e enfrentá-los na força de Deus.
APELO
Fica aqui nosso apelo:
Tomem cuidado para não cairem em tentação, mas, se porventura caírem, saibam que “há um intercessor perante o Pai, Jesus Cristo, o justo” (1Jo 2:1). “Por meio do Seu sangue, sangue do Cordeiro de Deus, todos temos a redenção, o perdão dos pecados” (Colossenses 1:14) e a vitória sobre o maligno (Apocalipse 12:11)
“Portanto, esqueçam das coisas que ficaram para trás e avancem para as que estão a frente de vocês, corram direto para a linha de chegada a fim de conseguirem o prêmio da vitória. Esse prêmio é a nova vida para a qual Deus lhes chamou por meio de Cristo Jesus”. Filipenses 3:13-14 NTLH.
Filipenses 3.13–14 RA
Irmãos, quanto a mim, não julgo havê-lo alcançado; mas uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus.
Amém.
Related Media
Related Sermons