Faithlife Sermons

Jovem rico

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 4 views
Notes & Transcripts

Vemos 3 erros nesta historia

•Boas intenções
•A falsa Sensação de que você merece • Abrir mão de algo
A atitude deste jovem mostra que as Vezes nossa intenção do buscar a Deus pode ser egoísta.
Temos boas intenções mas são baseadas no meu conforto.
E ele pergunta por algo que todos querem saber , como eu para o céu.... mas a pergunta é pra que vc quer ir para o céu.
céu é estar perto de Deus ....infermo é esta londe de Deus.
As vezes queremos ir para o céu porque é confortavel bonito, cheiroso. eu quero ir onde esta tudo bem.
•A falsa Sensação de que você merece Note que a tristeza do jovem somente veio após o desafio de sair da sua Zona do conforto e não quando indagado sobre viver os princípios de Deus.
Nós presumimos que vivemos o que Deus quer, somos bons cristãos. mas não avaliamos realmente como temos vivido. porque a pergunta de Jesus é isso? como vc tem vivido? porque a resposnta dele , ou a trizteza dele teria que ter aparecido aqui. tipo, poxa , falta muito , mas quero tentar, quero continuar tentando. o céu eu não alcanço por meu esforço proprio.
• Abrir mão de algo
Mas não estamos dispostos a abrir mão de certas coisas. Porque estas coisas mostram Se realmente vivemos os valores de Deus. E esse abrir mão não é uma simples questão de fazer ou deixar de fazer algo. neste caso aqui foi. mas o abrir mão é na verdade o desconforto que a mensagem do evangelho vai causar em vc e como vc vai resposnder a esse desafio.
porque esse desconforto , na verdade é um desafio que Cristo vai fazer

El camello era el animal más grande que los judíos solían utilizar, y que un camello pasara por el ojo de una aguja, según algunos escritos rabínicos, representaba algo absolutamente imposible. Michaelis dice que en India se emplea un proverbio similar acerca de pasar un elefante por el ojo de una aguja.

Comenta Harmer: “En oriente, las puertas suelen hacerse extremadamente bajas, en ocasiones de no más de un metro de altura, para evitar que los saqueadores árabes puedan entrar cabalgando en el patio interior. Enseñan a sus camellos a pasar, aun con dificultad, por esas puertas. Probablemente fuera una alusión a esta práctica lo que dio lugar a esta expresión proverbial”.

A expressão "buraco de uma agulha" tem sido interpretada[quem?] como sendo um portão em Jerusalém, que abria após o portão principal ter se fechado à noite. Um camelo só poderia passar por este portão, menor, se se agachasse e fosse descarregado. Esta história tem sido apresentada desde pelo menos o século XV e, possivelmente, desde o século IX.[carece de fontes] Porém, não há nenhuma evidência da existência de tal portão.
Related Media
Related Sermons