Faithlife Sermons

Sem título Sermão (2)

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 11 views
Notes
Transcript

Introdução:

Na opinião de várias pessoas, o evangelho de João é muito simples e fácil de ser entendido. É claro que, quando buscamos a direção do Senhor, o Espírito de Deus nos ilumina ao estudarmos a sua Palavra e, assim, ela se torna fácil de ser entendida, porém, não creio que este evangelho seja mais simples do que os outros três. A linguagem é simples, mas a sua mensagem é profunda. Qualquer criança pode entender essas palavras, no entanto, o significado delas, a mensagem que elas transmitem, não está ao alcance do simples leitor. Aqui encontramos teologia que não está ao alcance de qualquer pessoa que o lê despretensiosamente. Porém, com a graça de Deus, vamos expor àquilo que nos for possível, reconhecendo, no entanto, que não chegaremos até as suas profundezas.
Texto: - ''Para que Creiais''.
I- Ponto: A incredulidade
para que creiais.
- Em 6.66–71, a multidão abandonou Jesus porque ele não aceitou ser o rei que desejavam.
- Em 12.12–50, mesmo tendo saudado como o bendito que vinha em nome de Deus, a multidão não creu em Jesus, pois não entendia a necessidade do seu sacrifício e, junto com as autoridades religiosas estavam, mesmo sem saber, cumprindo a antiga profecia de Isaías ().
Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia O Evangelho de João e Sua Importância

Em 6.66–71, a multidão abandonou Jesus porque ele não aceitou ser o rei que desejavam.

- Em 12.12–50, mesmo tendo saudado como o bendito que vinha em nome de Deus, a multidão não creu em Jesus, pois não entendia a necessidade do seu sacrifício e, junto com as autoridades religiosas estavam, mesmo sem saber, cumprindo a antiga profecia de Isaías (Is 53.5–6).

- Em 19.13–22, as autoridades, mantendo e persistindo na incredulidade, pediram a crucificação de Jesus. É interessante notarmos que na primeira crise o povo queria Jesus como rei, mas depois o abandonou. Na segunda crise o povo proclamou Jesus como rei, mas logo o rejeitou. E, na terceira crise o povo gritou: Não temos rei, senão César (19.15).

- Em 19.13–22, as autoridades, mantendo e persistindo na incredulidade, pediram a crucificação de Jesus. É interessante notarmos que na primeira crise o povo queria Jesus como rei, mas depois o abandonou. Na segunda crise o povo proclamou Jesus como rei, mas logo o rejeitou. E, na terceira crise o povo gritou: Não temos rei, senão César (19.15).
2- Ponto: A Fé.
Mas não podemos deixar de mencionar o propósito apologético deste evangelho, ao defender a genuína fé, diante da evidente falta de fé que caracterizava o judaísmo, quando por pelo menos setenta vezes o autor destaca os “judeus” como aqueles “seus” que não o receberam, não o reconheceram (conf. 1.11).
A incredulidade e a Cegueira
3- Ponto: João que Combater a filosofia Pagã
Nessas filosofias ensinava-se que a salvação só poderia ser obtida através de “conhecimento especial” e que, conforme os docetistas, Jesus era divino, mas necessariamente não era humano. Portanto é possível aceitar-se que este evangelho destinou-se a um público não judeu, isto é, um público gentio, de pessoas que debatiam com os cristãos a respeito da vida eterna e da possibilidade de salvação.
4- Ponto: 7 Milagres/Sinais
Milagres/Sinais
Texto
Aplicação
Aplicação
1. Transformação da água em vinho (2.1–11)- Qualidade,Natureza da vida.
2.1–11
Qualidade
Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Milagres/Sinais

Texto

Área na qual demonstra poder

Aplicação

1. Transformação da água em vinho

2.1–11

Qualidade

Natureza da vida

2. Cura do filho de um oficial

4.46–54

Distância/Espaço

Condição para a vida

3. Cura de um paralítico

5.1–17

Tempo

Poder para a vida

4. Multiplicação dos pães

6.1–14

Matéria/Alimento

Alimento para a vida

5. Jesus anda sobre as águas

6.16–21

Leis da natureza

Orientação para a vida

6. Cura de um cego de nascença

9.1–41

“Destino”

Luz para a vida

7. Ressurreição de Lázaro

11.1–46

Morte

Vitória da vida

Natureza da vida
2. Cura do filho de um oficial (4.46–54)Distância/Espaço,Condição para a vida
4.46–54
Distância/Espaço
Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Milagres/Sinais

Texto

Área na qual demonstra poder

Aplicação

1. Transformação da água em vinho

2.1–11

Qualidade

Natureza da vida

2. Cura do filho de um oficial

4.46–54

Distância/Espaço

Condição para a vida

3. Cura de um paralítico

5.1–17

Tempo

Poder para a vida

4. Multiplicação dos pães

6.1–14

Matéria/Alimento

Alimento para a vida

5. Jesus anda sobre as águas

6.16–21

Leis da natureza

Orientação para a vida

6. Cura de um cego de nascença

9.1–41

“Destino”

Luz para a vida

7. Ressurreição de Lázaro

11.1–46

Morte

Vitória da vida

Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Milagres/Sinais

Texto

Área na qual demonstra poder

Aplicação

1. Transformação da água em vinho

2.1–11

Qualidade

Natureza da vida

2. Cura do filho de um oficial

4.46–54

Distância/Espaço

Condição para a vida

3. Cura de um paralítico

5.1–17

Tempo

Poder para a vida

4. Multiplicação dos pães

6.1–14

Matéria/Alimento

Alimento para a vida

5. Jesus anda sobre as águas

6.16–21

Leis da natureza

Orientação para a vida

6. Cura de um cego de nascença

9.1–41

“Destino”

Luz para a vida

7. Ressurreição de Lázaro

11.1–46

Morte

Vitória da vida

Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Verbo crer, 98 vezes.

2. Substantivo abstrato: mundo, 78 vezes.

3. Substantivo pátrio: judeus, 71 vezes.

4. Verbo conhecer, 55 vezes.

5. Verbo glorificar e substantivo glória, 40 vezes.

6. A expressão “meu pai” 35 vezes.

7. A expressão “eu sou” ou “sou eu”, 23 vezes.

Condição para a vida
3. Cura de um paralítico(5.1–17)Tempo,Poder para a vida.
5.1–17
Tempo
Poder para a vida
4. Multiplicação dos pães(6.1–14) Matéria/Alimento- Alimento para a vida
6.1–14
Matéria/Alimento
Alimento para a vida
5. Jesus anda sobre as águas(6.16–21)Leis da natureza,Orientação para a vida
6.16–21
Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Milagres/Sinais

Texto

Área na qual demonstra poder

Aplicação

1. Transformação da água em vinho

2.1–11

Qualidade

Natureza da vida

2. Cura do filho de um oficial

4.46–54

Distância/Espaço

Condição para a vida

3. Cura de um paralítico

5.1–17

Tempo

Poder para a vida

4. Multiplicação dos pães

6.1–14

Matéria/Alimento

Alimento para a vida

5. Jesus anda sobre as águas

6.16–21

Leis da natureza

Orientação para a vida

6. Cura de um cego de nascença

9.1–41

“Destino”

Luz para a vida

7. Ressurreição de Lázaro

11.1–46

Morte

Vitória da vida

Leis da natureza
Orientação para a vida
6. Cura de um cego de nascença (9.1–41)“Destino”,Luz para a vida
9.1–41
“Destino”
Luz para a vida
7. Ressurreição de Lázaro(11.1–46)Morte,Vitória da vida
11.1–46
Morte
Vitória da vida
5- Ponto:
4- Ponto:
“As sete metáforas redentoras” usando o “eu sou”:
1. “Eu sou” o pão da vida (6.35,48,41,51).
2. “Eu sou” a luz do mundo (8.12; 9.5).
3. “Eu sou” a porta (10.7,9).
4. “Eu sou” o bom pastor (10.11,14).
5. “Eu sou” a ressurreição e a vida (11.25).
6. “Eu sou” o caminho, a verdade e a vida (14.6).
7. “Eu sou” a videira verdadeira (15.1,5).
6-Ponto:
1- Verbo crer, 98 vezes.
2. Abstrato: mundo, 78 vezes.
3. Pátrio: judeus, 71 vezes.
4. Verbo conhecer, 55 vezes.
Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Os “sete diálogos individuais” de Jesus com os mais diversos tipos de pessoas:

1. Felipe e Natanael (1)

2. Nicodemos (3)

3. Mulher samaritana (4)

4. Paralítico de Betesda (5)

5. Mulher adúltera (8)

6. Cego de nascença (9)

7. Marta e Maria (11

5. Verbo glorificar e substantivo glória, 40 vezes.
6. A expressão “meu pai” 35 vezes.
7. A expressão “eu sou” ou “sou eu”, 23 vezes.
7-Ponto:
Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

As sete metáforas redentoras” usando o “eu sou”:

1. “Eu sou” o pão da vida (6.35,48,41,51).

2. “Eu sou” a luz do mundo (8.12; 9.5).

3. “Eu sou” a porta (10.7,9).

4. “Eu sou” o bom pastor (10.11,14).

5. “Eu sou” a ressurreição e a vida (11.25).

6. “Eu sou” o caminho, a verdade e a vida (14.6).

7. “Eu sou” a videira verdadeira (15.1,5).

Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia O Deus Encarnado Manifesta-Se como Obediente à Vontade do Pai (João 7)

No capítulo 5, Jesus tinha curado um homem coxo há 38 anos. Esta cura tinha ocorrido num sábado, em Jerusalém, durante a Páscoa do ano 28 d.C.. Os principais líderes religiosos, a quem João chama de “os judeus”, ao invés de verem o benefício que fora feito àquele homem, viram a violação da Lei do sábado, por parte daquele que fora curado, a carregar a sua maca, agora desnecessária (conf. v. 10). A partir daí (conf. 5.16), iniciaram o processo de perseguição a Jesus por causa da quebra da Lei do sábado. Mas porque Jesus também dizia que Deus era o seu próprio Pai, não só o perseguiam como tramavam uma maneira de matá-lo (conf. 5.19). E ainda no capítulo cinco, João relatou que Jesus explicou claramente a sua missão e expôs que ele se importava mais em cuidar da saúde do necessitado do que com os detalhes da Lei (conf. 5.19–47).

Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

As sete metáforas redentoras” usando o “eu sou”:

1. “Eu sou” o pão da vida (6.35,48,41,51).

2. “Eu sou” a luz do mundo (8.12; 9.5).

3. “Eu sou” a porta (10.7,9).

4. “Eu sou” o bom pastor (10.11,14).

5. “Eu sou” a ressurreição e a vida (11.25).

6. “Eu sou” o caminho, a verdade e a vida (14.6).

7. “Eu sou” a videira verdadeira (15.1,5).

Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

Os “sete sermões exclusivos do evangelho”:

1. Sobre o novo nascimento (3.1–21).

2. Sobre a verdadeira adoração (4.1–26).

3. Sobre a fonte da vida eterna (5.19–47).

4. Sobre o verdadeiro pão da vida (6.26–59).

5. Sobre a fonte da verdade (7.14–29).

6. Sobre a luz do mundo (8.12–30).

7. Sobre o bom pastor (10.1–21)

Comentário Bíblico de João: Através da Bíblia Questões Introdutórias Relativas ao Evangelho de João

As “sete ministrações particulares” para os discípulos:

1. Sobre o amor e o serviço mútuo (13.5–15).

2. Sobre a casa do Pai (14.1–10).

3. Sobre a videira e os ramos (15.1–16).

4. Sobre a vinda do Espírito Santo (16.7–15).

5. Na oração sacerdotal (17.9–19).

6. Na delegação da missão aos discípulos (20.19–23).

7. Na recuperação pública de Pedro (21.15–19

Related Media
Related Sermons