Faithlife Sermons

Colossenses 1.3-14

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 2 views
Notes & Transcripts
Sermon Tone Analysis
A
D
F
J
S
Emotion
A
C
T
Language
O
C
E
A
E
Social
View more →

Introdução

Gratidão

Colossians 1:3 RAStr
3 Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós,
Colossians 1:3–8 RAStr
Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós,desde que ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes para com todos os santos;por causa da esperança que vos está preservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,que chegou até vós; como também, em todo o mundo, está produzindo fruto e crescendo, tal acontece entre vós, desde o dia em que ouvistes e entendestes a graça de Deus na verdade;segundo fostes instruídos por Epafras, nosso amado conservo e, quanto a vós outros, fiel ministro de Cristo,o qual também nos relatou do vosso amor no Espírito.
A gratidão de Paulo não é um elogio á igreja em Colossos, mas, um reconhecimento da obra que o Deus trino realizou na vida daqueles irmãos.
cl 1.3-8
As ações de graças, portanto, são dirigidas a Deus:
o Pai
de nosso Senhor Jesus
e do Espírito que faz o evangelho frutificar em amor ().
O plano eterno da redenção, feito no conselho da Trindade e realizado por Cristo é o motivo fundamental da gratidão de Paulo.
Colossians 1:13–23 RAStr
13 Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor,14 no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.15 Este é a imagem do Deus invisível, o primogênito de toda a criação;16 pois, nele, foram criadas todas as coisas, nos céus e sobre a terra, as visíveis e as invisíveis, sejam tronos, sejam soberanias, quer principados, quer potestades. Tudo foi criado por meio dele e para ele.17 Ele é antes de todas as coisas. Nele, tudo subsiste.18 Ele é a cabeça do corpo, da igreja. Ele é o princípio, o primogênito de entre os mortos, para em todas as coisas ter a primazia,19 porque aprouve a Deus que, nele, residisse toda a plenitude20 e que, havendo feito a paz pelo sangue da sua cruz, por meio dele, reconciliasse consigo mesmo todas as coisas, quer sobre a terra, quer nos céus.21 E a vós outros também que, outrora, éreis estranhos e inimigos no entendimento pelas vossas obras malignas,22 agora, porém, vos reconciliou no corpo da sua carne, mediante a sua morte, para apresentar-vos perante ele santos, inculpáveis e irrepreensíveis,23 se é que permaneceis na fé, alicerçados e firmes, não vos deixando afastar da esperança do evangelho que ouvistes e que foi pregado a toda criatura debaixo do céu, e do qual eu, Paulo, me tornei ministro.
cl 1.13-23

Aplicação

Certamente podemos e devemos agradecer a Deus por nossas realizações como igreja, mas nunca sem antes agradecermos em primeiro lugar pelo que Ele fez por nós em Cristo Jesus nosso Senhor.
A gratidão é fundamentalmente porque a igreja existe por causa da obra de Jesus na cruz e do evangelho que chegou até nós.

Desde que ouvimos da fé, do amor e da esperança de vocês:

cl
Colossians 1:3–14 RAStr
Damos sempre graças a Deus, Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, quando oramos por vós,desde que ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes para com todos os santos;por causa da esperança que vos está preservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,que chegou até vós; como também, em todo o mundo, está produzindo fruto e crescendo, tal acontece entre vós, desde o dia em que ouvistes e entendestes a graça de Deus na verdade;segundo fostes instruídos por Epafras, nosso amado conservo e, quanto a vós outros, fiel ministro de Cristo,o qual também nos relatou do vosso amor no Espírito. Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus;sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria,dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz. Ele nos libertou do império das trevas e nos transportou para o reino do Filho do seu amor,no qual temos a redenção, a remissão dos pecados.
cl 1.4
Colossians 1:4–5 RAStr
4 desde que ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes para com todos os santos;5 por causa da esperança que vos está preservada nos céus, da qual antes ouvistes pela palavra da verdade do evangelho,
Colossians 1:4 RAStr
4 desde que ouvimos da vossa fé em Cristo Jesus e do amor que tendes para com todos os santos;
cl 1.4
O que Paulo destaca nos Colossenses é o fruto que o evangelho produz na vida das pessoas.
Fé em Cristo Jesus: quem Ele é e o que Ele fez. ()
cl
Colossians 2:6 RAStr
6 Ora, como recebestes Cristo Jesus, o Senhor, assim andai nele,
Amor fraternal (amor pelos santos; amor no Espírito)
Amor fraternal (amor pelos santos; amor no Espírito)
Ephesians 4:3 RAStr
3 esforçando-vos diligentemente por preservar a unidade do Espírito no vínculo da paz;
Esperança na glória.
Esperança na glória.
Colossians 3:1–4 RAStr
1 Portanto, se fostes ressuscitados juntamente com Cristo, buscai as coisas lá do alto, onde Cristo vive, assentado à direita de Deus.2 Pensai nas coisas lá do alto, não nas que são aqui da terra;3 porque morrestes, e a vossa vida está oculta juntamente com Cristo, em Deus.4 Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então, vós também sereis manifestados com ele, em glória.
cl 3

Aplicação

Paulo não conhecia pessoalmente a igreja dos colossenses, mas o testemunho deles era contundente e atestava que o evangelho de fato os tinha alcançado. Como um missionário, Paulo não está meramente celebrando a existência de mais um igreja, mas o poder do evangelho ao produzir frutos na vida de pessoas.
Paulo não conhecia pessoalmente a igreja dos colossenses, mas o testemunho deles era contundente e atestava que o evangelho de fato os tinha alcançado. Como um missionário, Paulo não está meramente celebrando a existência de mais um igreja, mas o poder do evangelho ao produzir frutos na vida de pessoas.
O maior motivo de gratidão não deve ser apenas o fato de uma igreja existir a tantos anos, mas haver um testemunho vivo e ativo do evangelho em nossas vidas que é evidente na fé, no amor e na esperança.

Pedidos em favor de um igreja

Poderíamos pensar que um igreja com o testemunho tão fiel como a dos Colossenses estivesse pronta, mas não há pensamento mais enganoso que este. O evangelho não produz fruto apenas, mas ele “está produzindo fruto”. O caminho de um igreja deve levá-la à maturidade. Portanto, é um longo caminho.
Colossians 1:9–12 RAStr
9 Por esta razão, também nós, desde o dia em que o ouvimos, não cessamos de orar por vós e de pedir que transbordeis de pleno conhecimento da sua vontade, em toda a sabedoria e entendimento espiritual;10 a fim de viverdes de modo digno do Senhor, para o seu inteiro agrado, frutificando em toda boa obra e crescendo no pleno conhecimento de Deus;11 sendo fortalecidos com todo o poder, segundo a força da sua glória, em toda a perseverança e longanimidade; com alegria,12 dando graças ao Pai, que vos fez idôneos à parte que vos cabe da herança dos santos na luz.
cl 1.9
Paulo ora para que aqueles irmãos transbordem:
do pleno conhecimento da vontade de Deus
sabedoria e entendimento espiritual
Para que:
viverem de modo digno do Senhor
viverem para o inteiro agrado do Senhor
De que modo:
frutificando em toda boa obra
e crescendo no pleno conhecimento de Deus
sendo fortalecidos no poder de Deus, em perseverança e longanimidade
com alegria
com ações de graças ao Pai.

Aplicação

Toda igreja tem uma cominho a seguir: o da plenitude do conhecimento de Deus que produz e se revela numa vida de vivida do modo digno do Senhor e para seu agrado.
Isto é o que devemos desejar e buscar para nossa igreja. Isto requer esforço e comprometimento.
Related Media
Related Sermons