Faithlife Sermons

Em Cristo, tudo se faz novo.

Sermon  •  Submitted
0 ratings
· 3 views
Notes
Transcript
2 Coríntios 5:15-21 (ARA) 15 E ele morreu por todos, para que os que vivem não vivam mais para si mesmos, mas para aquele que por eles morreu e ressuscitou. 16 Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne; e, se antes conhecemos Cristo segundo a carne, já agora não o conhecemos deste modo. 17 E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura; as coisas antigas já passaram; eis que se fizeram novas.
18 Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo e nos deu o ministério da reconciliação, 19 a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões, e nos confiou a palavra da reconciliação. 20 De sorte que somos embaixadores em nome de Cristo, como se Deus exortasse por nosso intermédio. Em nome de Cristo, pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus. 21 Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus.
"Ele morreu por todos" Paulo começa esse versiculo lembrando a igreja de Corintio o sacrifcio cabal que foi feito na cruz.
Paulo além de querer enfatizar a morte de Cristo para que possamos sempre nos lembrar disso, que alguém morreu em nosso lugar, ele também tem um propósito em nos mostrar algo além disso.
O propósito da obra redentora de Cristo que é seu povo, liberto da maldição do pecado.
Livres do pecado o seu povo pode desfrutar a vida em comunhão com Ele.
Não estão mais espiritualmente mortos, mais são beneficiários da nova vida em Cristo.
Agora metas e ambições egoístas snao postas de lado, porque o grande propósito do crente agora é viver por Aquele que morreu por eles.
Cristo em sua morte, nos trás esperança para a vida eterna, salvação, redenção.
Mais Ele nos ensina que devemos morrer também, assim como Ele.
Como assim morrer?
Cristo nos ensina que esse mundo, não vale a pena ser vivido para nós mesmos.
Cristo nos ensina que esse mundo é cruel.
Cristo nos ensina que esse mundo é do maligno e de seus filhos.
Crsito nos ensina que para vivermos para Ele precisamos morrer para nós mesmos!
Jesus nos ensina que morrer para nós mesmos, é viver para Cristo.
Paulo nos diz claramente aqui, se renunciarmos a nós mesmos viveremos para Aquele que nos redimiu Cristo Jesus!
Quando você morre para você mesmo, logo você não vive mais para você mesmo.
"Assim que, nós, daqui por diante, a ninguém conhecemos segundo a carne;"
Agora que somos transformados por Cristo, não devemos mais julgar segundo a carne.
Segundo a aparência exterior, como se uma pessoa fosse melhor que a outra.
Essas enganosas aparências externas não mais tem valor, visto que morremos para a vida presente e já não temos nada em nós mesmos, niguém pode se considerar servo de Cristo com base em alguma excelência carnal.
A partir do momento que conhemos o Senhor, nós somos tranformados, não podemos ver o mundo mais da mesma maneira.
O próprio apostólo quando teve seu encontro com o Senhor Jesus na estrada de Damasco, teve sua via completamente mudada.
"E, assim, se alguém está em Cristo, é nova criatura."
Para que fique melhor para entendermos o que Paulo quer dizer, ficaria assim:
Se alguém deseja conquistar um lugar em Cristo, ou seja, em seu reino ou sua igreja, então que seja uma nova criatura.
Estar em Cristo significa estar ligado intimamente, em comunhão com nosso Senhor e Salvador.
Siginifoca também fazer parte do corpo do Cristo, e sendo assim o próprio Senhor nos faz uma tranformação radical em nossa vida.
Em vez de vivermos para nossos prazeres agora seguimos a Cristo e obedecemos somente a Ele.
Com isso nos transformamos em nova criatura, por causa disso nossa vida sofre uma inversnao completa.
O crente que nasceu de novo, detesta o mundo do pecado, seu estilo de vida muda completamente, as coisas velhas se passaram.
Para aquele que é nova criatura a vida em Cristo é uma fonte de alegria cosntante.
"Ora, tudo provém de Deus, que nos reconciliou consigo mesmo por meio de Cristo."
Se desejamos ser de Cristo devemos ser regenerados por Deus, mas este não é um dom comum.
Paulo nos ensina em varios textos que essa renovação vem somente de Deus, só Ele tem o poder de renovar a mente o e coração do homem.
“Que nos reconciliou consigo por meio de Cristo.” Essa declaração estonteante revela o amor infinito de Deus. Nós ofendemos a Deus violando as ordens dele e pecando contra ele. Por conseguinte, a iniciativa de reconciliação deveria ter partido de nós, porque somos o ofensor, a parte que ofendeu. Em vez disso, lemos que Deus, como parte ofendida, veio até nós para efetuar a restauração de relacionamentos. Deus tomou a iniciativa e completou a obra de reconciliação antes que nós, como pecadores, começássemos a responder ao convite gracioso de Deus para nos reconciliarmos com ele. Em suma, Deus restaurou o relacionamento entre ele mesmo e nós, para que a nova criação dele para nós pudesse ser plenamente efetuada.
2 Coríntios Capítulo 5

Deus nos reconciliou consigo mesmo por intermédio de Cristo

"a saber, que Deus estava em Cristo reconciliando consigo o mundo, não imputando aos homens as suas transgressões,"
Deus estava em Cristo e por essa intervenção é que estamos aqui.
Nos ofendemos a Deus, pecamos , fizemos e fazemos o que é mal diante Dele.
Necessitavamos de reconciliação e isso só poderia ser feito se viesse de Deus.
Deus demonstra seu amor por nós atraves dessa reconcialiação que partiu Dele para nós, não de nós para com Ele.
A reconciliação ocorre quando duas partes, alienadas uma da outra, são reconduzidas a um relacionamento harmonioso pelos esforços de um mediador. Para nós, esse mediador é Jesus Cristo, o Filho de Deus.
Nós admitimos prontamente que estarmos alienados de Deus foi nossa culpa, pois nossos pecados o ofenderam e nossa animosidade para com ele suscitou sua ira.Veja agora todas as coisas que Deus fez por nós.
Ele não nos abandonou; em vez disso, ele tomou a iniciativa de restaurar o relacionamento. Deu seu único, seu unigênito Filho para morrer na cruz pela remissão de nossos pecados. Permitiu-nos entrada em sua presença, e concedeu-nos vida eterna.
Ele fez novas todas as coisas restaurando-as a seu desígnio, glória e propósito original. E ele nos reconciliou consigofazendo com que Cristo pagasse a penalidade pelo pecado, apaziguando a ira de Deus e removendo nossa inimizade, e demonstrando seu amor e graça divinos para conosco.
"pois, rogamos que vos reconcilieis com Deus."
“Reconciliem-se com Deus.” Aqui está a comunicação de Deus a todo ser humano sem exceção; é válida para todas as pessoas de todas as idades e lugares; e é aplicável em todas as épocas.
Deus estende sua mão de graça para você todos os dias.
Deus te chama e ele espera que respndamos a esse chamado.
Ele já providenciou a reconcialiação, mais ele quer que a aceitamos.
Cristo não sofreu para expiar nossos pecados apenas uma vez, nem foi o evangelho instituído apenas para que os pecados cometidos antes do batismo nos fossem perdoados; ao contrário, visto que pecamos diariamente, também, por meio do perdão diário, Deus nos recebe em seu favor.
"Aquele que não conheceu pecado, ele o fez pecado por nós; para que, nele, fôssemos feitos justiça de Deus."
Esse é um daqueles versículos de destaque na epístola, que resume a boa-nova de Deus aos pecadores. Revela o sentido da palavra reconciliação.
Em sua discussão, permanecia sempre em aberto a questão quanto ao motivo de Deus estar disposto a vencer sua ira para com o pecado e estender-se a nós em amor e paz. Agora o apóstolo explica que Deus tomou seu Filho que nunca pecou e o fez carregar o pecado em nosso lugar. Deus fez com que seu Filho pagasse a pena de morte pelos nossos pecados, para que nós pudéssemos ser livrados e declarados justos aos olhos dele. Cristo remiu-nos levando sobre si a maldição que cabia a nós.
Que aprendamos, pois, a sempre volver os olhos para Ele, se quisermos ser absolvidos de nossas culpas.
Related Media
Related Sermons